(Leandro) – Olá pessoal, tudo bem? Meu nome é Leandro Gorzoni CEO e fundador da agência Yooper. Este é o FAQ YOOPER, um debate estratégico com as nossas lideranças sobre as principais dúvidas do mercado de marketing digital. Hoje estou com o Gabriel Souza e o Cristiano Santos, nossos coordenadores de SEO aqui da agência.

E vamos ao debate qual a importância de ter um blog para e-commerce? Vocês sabem que aqui na Yooper a gente nasceu como uma agência orientada para e-commerce desde 2010 e hoje a gente atende tanto mercado de serviços quanto e-commerce mas sempre foi um debate muito grande aqui dentro de se faz sentido operar blog para e-commerce, uma vez que o varejista independente da sua plataforma vai ter um leque grande de SKUS, então naturalmente vai ter muitas páginas para indexar, vai ter muito conteúdo para produzir, vai ter boas urls e grandes urls, tornando um volume alto de urls para indexar, e nem sempre ele fica com essa clareza de se faz sentido implementar um blog ou não. 

Como vocês veem isso e quais estratégias vocês aplicariam?

(Cristiano)- Boa tarde pessoal. Blog é importante? Sem dúvidas, ainda que o e-commerce bem trabalhado e bem pensado no SEO, vai ter por si só muito conteúdo, cada página, cada produto final, tem ali seu leque de informações, mesmo tendo isso é importante você ter um blog para e-commerce, pois você consegue trabalhar linkagem interna a distribuição de forma regular e bem equilibrada dá autoridade de domínio e aquele que a home tem para os produtos finais. 

Então é muito importante ter, primeiro que você mantém o seu site atualizado por mais que você frequentemente costuma colocar produto, ele já está ativo, porém quando você tem blog, essa forma de comunicação enriquece o seu site de palavra-chave e outras possibilidade de indexação e como eu disse a linkagem interna é muito importante. É no blog que você vai esclarecer dúvidas sobre seu produto, vai falar sobre características e diferenciais, colocar depoimento de usuário e de clientes que usaram seu produto. Existe uma gama de oportunidades que podem ser feitas com o blog, eu digo que o blog é indispensável.   

Por que uma vez que você colocou um texto do seu produto e sua categoria, acabou, não tem mais opções. No blog você consegue trabalhar aquele produtos, falar de outras formas, trabalhar com outros termos e manter aquele produto vivo nos resultados de busca.

(Leandro)- Você trouxe muita parte de dúvidas e de topo de funil mesmo, que eu concordo muito, mas muitas vezes a gente tem uma realidade diferente aqui na yooper quanto a expectativa do cliente, de quem faz um blog e ele não gera venda através do blog, essa é uma realidade de vou investir, mas quanto isso me gera de venda no final. Posso ou não posso cobrar venda no meu blog, e se não posso ? o que eu posso? qual KPI olhar? Como entender o blog de e-commerce? Que metrica olhar?  Pois precisamos cobrar os canais certos com os kpis certos. 

(Cristiano)- O principal KPI que a gente costuma olhar é o tráfego, por que o blog é isso. Independente do momento do funil que ele está ele vai gerar tráfego, a ideia é que ele te leve para a página de produto e  o que o é válido falar para um profissional entender se o blog está sendo útil. O primeiro KPI é analisar tráfego, aquele post está gerando tráfego, mas não está gerando venda, o que eu faço? vou olhar o histórico e o caminho que aquele post fez com aquele usuário. 

Usamos o analytics para entender origem e destino, ele foi para página de vendas, opa ai na pagina do produto não houveram vendas e aí será que o problema está na página do blog que foi informativo e levou esse usuário até a página do produto. 

(Leandro)- Mesmo que seja topo de funil, considerando que é e-commerce, se o conteúdo é de conversão deveria indexar a página do produto direto e aí o cara cai na página do produto direto e aí o cara cai na página do produto. Se o conteúdo é topo de funil onde aquele produto não vai conseguir absorver aquela busca, seja por que é uma busca de dúvida, por exemplo, qual é o melhor mouse, o que é mouse logitech, seria uma busca mais topo de funil, vai ser informativo e aí eu concordo com você, mas eu não sei se essa busca tem a capacidade ou se deveria levar, por que se você me fala o blog deveria levar o tráfego e não só capta-lo, se ele leva ele entra com uma venda de referencia eu tenho que cobrar venda do blog então.  

Mas eu não acho que não leva, só capta e informa e aí temos que trabalhar o remarketing, por que o fundo do funil se for indexar, não indexa o blog, ele indexa a página de categoria ou a de produto. Faz sentido?  

(Cristiano)- Vai depender muito da estratégia para ser criado esse post, como eu disse a ideia do post é captar tráfego e levar para página de vendas, ser informativo e te levar para o resultado final. Se for um post topo de funil a ideia é pensar sempre a frente e como esse post vai trabalhar o usuário ali dentro, esse post me leva para página final? Ou me leva para outro post ? Para a página de categoria ? A ideia no caso é sempre ter ranqueado a página do produto ou de categoria. 

O blog vai depender se aquele produto é difícil de ranquear, pois já aconteceu de alguns clientes terem os seus produtos ranqueados mas não tão bem ranqueado e não conseguem pois os outros players tem um nicho de mercado muito alto e fica difícil de ultrapassar. E o que a gente faz, olha a searp, como está vindo o resultado daquele produto? está trazendo mais páginas institucionais ou de produto? e sua análise vem com base nisso. As vezes é mais fácil e coerente de indexar a página de blog acima do produto pois o produto ta lá em baixo e não vai conseguir ter um bom ranqueamento daquele produto e aí você encurta o caminho, leva a página do blog lá para cima, pois o blog vai apresentar todas as informações e vai apresentar o produto e aí acaba encurtando o caminho do usuário já que você não consegue trazer o produto e a categoria para o topo. 

Gabriel)- Quando eu penso em estratégia de blog para e-commerce é muito em atender o que as nossas páginas de produto não conseguem atualmente. Assim como o Cris mencionou, temos alguns nichos de produto que páginas informativas posicionam muito melhor do que páginas de produto efetivamente, ai sem problemas, podemos criar uma página informativa, olha como está trabalhando a concorrência, faz um bom benchmarking e estrutura uma campanha melhor para essa página de blog. 

Mas esses casos são geralmente a exceção, então normalmente se você trabalha o marketing de conteúdo especificamente para o seu blog como e-commerce, existem uma série de KPIs que você pode ir acompanhando antes da conversão, como: Quantidade de cadastro na newsletter, tráfego das publicações topo de funil. Temos alguns gatilhos para aquecer esse lead, como: qual roupa ir em um casamento esporte fino, qual é a diferença de produções com camisa pólo ou com camisa social, para depois ter  um direcionamento sobre a camisa azul, verde, amarela no inverno ou na primavera. 

E então vou aquecendo esse lead em etapas diferentes do funil, então a resposta é depende, assim como tudo em SEO. Se minha ideia é trabalhar pauta topo de funil vamos olhar para um KPI, se estou buscando posicionamento de marca esse KPI para no tráfego, se trabalho marketing de captação de leads para CRM, preciso ter gatilhos dentro daquele texto que convença o usuário a cadastrar na minha newsletter, logo o KPI também muda de acordo com a estratégia. 

Respondendo a pergunta sobre estratégias para e-commerce, começaria por solucionar as dúvidas dos usuários sobre o produto que você não consegue atualmente com as páginas de produto ou categoria. Então se tenho um descritivo do meu produto aquele texto talvez não responda a dúvida do usuário. 

Por isso busque entender quais são as dúvidas que não consegue atender e atende através de blog, cria um conteúdo relevante para isso, explora a linkagem interna nessas publicações, pois talvez o KPI em cadastro de newsletter não esteja tão bem porque eu não trabalhei muito bem o CTA para essa conversão, mas ele está me transmitindo uma relevância mega importante para minha página de produto que está hoje na primeira página e se não tenho esse link ? Como mensurar este tipo de resultado? Então é mega importante trabalhar essas relações de linkagem o e-commerce como um fundo de funil tem que ser sempre o foco de posicionamento caso não tenhamos as exceções que comentamos agora pouco, mas trabalha essas publicações de blog para que além de trafego topo de funil, leve relevância dessa página para a minha página de produto que é onde eu quero conversão. 

Vai variar bastante de segmento para segmento, mescle bastante as publicações de topo, faça pautas quentes, faça páginas que tratam de branding, que tratem de relacionamento com o consumidor, mescle suas estratégias, mas principalmente atenda as dúvidas do seu usuário, pois ele só vai chegar no seu blog se tiver demanda e você só vai atender o que tem demanda, então busque entender isso e aí entre os KPIs, você estrutura por matéria, por tempo de leitura, por tráfico, entenda muito o momento do seu blog,  não adianta fazer um blog hoje e querer resultados rápidos, estratégia de conteúdo é importante, leva tempo e é variável. 

(Leandro)- Uma coisa que vejo bastante é a gente falando muito de blog como um texto né e isso é passado, o modelo o quão você vai responder pode ser sim em texto, mas de longe ele precisa ser aquele texto corridão, feio e o Gabs traz muito com o CTA, Cris traz muito isso em questão de modelo e como você vai implementar isso. 

E eu concordo demais em se questionar como tem que olhar para blog, nos tempos atuais, com certeza não é aquele texto corridão, feio, aquele texto que você não entende muito para que ou que fala sobre o aniversário de São Paulo, achando que você vai vender para caramba e vai indexar e ainda que você indexe é um tráfego de quem busca aniversário de São Paulo e não busca comprar o seu produto.

Obrigado pelas respostas. E você que gostou do nosso debate, curte, compartilhe, se inscreva no canal e acompanhe este e outros vídeos no nosso FAQ Yooper